Governo do Estado de Santa Catarina Secretaria de Estado da Educação

Experiências Eletrização

19 de março de 2014

Costumamos eletrizar os objetos, até sem perceber, por exemplo, ao passar uma flanela nos móveis, penteando cabelos, limpando o para-brisa de um carro com um pano ou papel, enxugando as mãos com papel toalha, etc.

Os alunos das Terceiras do Ensino Médio da EEB Governador Lacerda apresentaram experiências sobre três processos de eletrização, tendo como orientadora a professora de física Cristiane Gênero. As experiencias e os relatórios fizeram parte da avaliação.

 

 

 

 

 

 




Negros Africanos

18 de novembro de 2013

Os alunos da quinta série 51, 52 e 53, com a professora Elis, realizaram um momento artístico (teatro com fantoches) para representar um pouco da história dos negros no Brasil no período da escravidão. Este tipo de trabalho junto aos alunos favorece e reforça o conhecimento e compreensão de um dos momentos mais tristes na história da escravidão do Brasil, interpretando e revivendo uma história de dor e sofrimento.

Vamos aproveitar o mês da consciência negra [novembro] para fortalecer e valorizar a cultura afro. O projeto sobre “Os Escravos no Brasil” fez parte das aulas de História, junto aos alunos das quintas séries. A Culminância deste projeto deu-se a partir de teatro de Fantoches. Foi um momento inesquecível! Houve situações de reflexão, alegria, entusiasmo e acima de tudo a produção do conhecimento. “Por tudo isso, sinto ainda vale muito a pena ser educador”.




Roda De Chimarrão E A História Da Lenda Da Erva-Mate

18 de novembro de 2013

Os alunos da 2ª série 21, com a professora Elis, realizaram uma atividade de pesquisa sobre a planta erva-mate. Estudaram sobre a lenda mais conhecida do Brasil, principalmente na Região Sul. Foi um trabalho bastante produtivo, houve muito envolvimento dos alunos, por meio de leitura, desenhos, cantigas, painéis, colagens, dramatização, produção de textos e muito conhecimento. Foram estudado, principalmente sobre a cultura de nosso povo, seus costumes, tradições… O presente projeto culminou-se com uma roda de chimarrão com pipoca no pátio da escola, junto aos alunos.

A Lenda da Erva-Mate

Conta a lenda da Erva–Mate que um velho guerreiro guarani vivia triste em sua cabana pois já não podia mais sair para as guerras, nem mesmo para caçar e pescar, vivendo só com sua linda filha yari, que o tratava com muito carinho, conservando-se solteira para melhor dedicar-se ao pai.

Um dia, Yari e seu pai receberam a visita de um viajante que pernoitou na cabana recebendo seus melhores tratos. A jovem cantou para que o visitante adormecesse e tivesse um sono tranqüilo, entoando um canto suave e triste.

Ao amanhecer, o viajante confessando ser enviado de Tupã, quis retribuir-lhes a hospitalidade dizendo que atenderia a qualquer desejo, mesmo o mais remoto. O velho guerreiro, sabendo que sua jovem filha não se casara para não abandoná-lo, pediu que lhe fosse devolvidas as forças, para que yari se tornasse livre.

O mensageiro de Tupã entregou ao velho um galho de árvore de Caá, ensinando-lhe a preparar uma infusão que lhe devolveria todo o vigor. Transformou ainda Yari, em deusa dos ervais e protetora da raça Guarani, sendo chamada de Caá-Yari, a deusa da erva-mate. E assim, a erva foi usada por todos os guerreiros da tribo, tornando-os mais fortes e valentes.

Quando os espanhóis por aqui chegaram, encontraram os índios guaranis dóceis e receptivos, já então utilizando uma bebida que sorviam em cabaças por meio de um canudo, preparada, com folhas de uma árvore nativa da região – chamada cáa – dizendo que esta lhes havia sido dada pelo deus Tupã. De imediato os espanhóis adquiriram este hábito e passaram a tomar a erva-mate, desde os soldados até oficiais, sem distinção de classes sociais.

A erva-mate, tradicional e salutar hábito do Rio Grande do Sul, é um símbolo da hospitalidade do gaúcho, que oferece sempre a qualquer visitante. Atualmente, é bebido em uma cuia onde depositamos um pouco de erva-mate já moída e de onde sorvemos o líquido (água quente sem ferver), através de uma bomba de metal.

O costume de tomar erva-mate está bastante difundido, tanto no meio rural como no urbano e faz parte da vida do gaúcho desde o amanhecer até a noite, quando encerra suas tarefas do dia.




Lixo

13 de novembro de 2013

O lixo Urbano foi intensificado com a criação do comércio. Esse fato gerou a produção de excedentes que com o tempo estragavam. Sendo assim, precisava ser removida a causa do problema.

Com a Revolução Industrial do século XVIII, o lixo foi modificado. Os materiais resistentes a decomposição começaram a acumular-se.

O Brasil começou a coleta do lixo em 1880, quando D.Pedro II criou o sistema de limpeza urbana no Rio de Janeiro.

O grande desafio para o século XXI é conseguir reciclar a maior parte da matéria orgânica descartada. Portanto, o melhor lixo é aquele que não é produzido.

O objetivo deste trabalho é mostrar que apenas a mudança de uma rotina pode transformar o mundo em um planeta melhor.

Professora Marlene, com  a turma da 5ª série 53.

 

 

 




Dia das Crianças

21 de outubro de 2013

As primeiras séries do ensino fundamental da escola Governador Lacerda comemoraram o dia das crianças de um modo diferente, fazendo brigadeiro! As professoras Vera Lucia, da 1ª série 11 e Franciele da 1ª série 12 organizaram as duas turmas para que os alunos fizessem seus próprios brigadeiros. Foi diversão na certa!

 




Brincando com as Palavras

4 de setembro de 2013

No trabalho com os diferentes gêneros textuais, a professora Ivanize da 4ª43 deu ênfase aos poemas, que permitem aos alunos brincarem com as palavras.

Surgiu então a ideia das oficinas, seguindo indicações do livro didático de Língua Portuguesa. Optou-se então por três temas: quadrinhas, rimas e caligramas que deram origem a três oficinas diferentes, organizadas pelos alunos que fizeram cartazes e se prepararam para as apresentações sob a orientação da professora.

As oficinas foram aplicadas para os alunos das 4ª séries 41, 42 e 43 e 5ª séries 51, 52, 53.

Aprendendo Caligramas, os alunos uniram a imagem com a palavra que a representa. Na oficina de Rimas, os alunos brincaram de “não me olhe”, em que era preciso continuar o poema com rimas… “Não me olhe de… que eu não dou…”. Na oficina de Quadrinhas era preciso elaborar uma quadrinha, rimando o segundo e quarto verso.

Para a professora Ivanize, essa atividade tem a finalidade de desenvolver nos alunos autonomia e a organização, ampliando o conhecimento sobre os gêneros textuais.

 




V Mostra Regional do Conhecimento

2 de setembro de 2013

A escola participou nos dias 29 e 30 de agosto da V Mostra Regional do Conhecimento, na Escola de Educação Básica Adelina Régis- CEPAR.

Representaram a escola os trabalhos:

  • Utilização de Produtos Reciclados na Confecção de Brinquedos. Professora Orientadora: Francieli Sepanhaki. Alunos Expositores: Paulo Roberto Spader Filho da 6ª 63 e Maraísa Schuller Zanchi da 6ª 61. Turmas participantes: 6ª śeries 61, 62 e 63.
  • Hidrelétricas: Recursos Energéticos e Impactos Ambientais. Professora Orientadora: Katia Zickuhr Perazzoli. Alunos Expositores: Nathália Schmitt e Vanessa Schumann. Turma participante: 2ª 202
  • Diferentes Abordagens nos processors de Oxidação. Professora Orientadora: Maristela Ap. Paravisi. Alunos Expositores: Millena Fiorese e Paula Moresco. Turma participante: 1ª 106

Parabenizamos professores e alunos pelo empenho na realização dos projetos!

 




Comemoração do Dia do Estudante

16 de agosto de 2013

Para comemorar o dia do estudante que foi no último domingo, dia 11 de Agosto, e escola homenageou seus alunos com um animado show de Deivid e Eduardo que aconteu na última quinta-feira, dia 15 de Agosto.




Cabana da Leitura

7 de agosto de 2013

Para aguçar a curiosidade, estimular o encanto pela leitura e o espírito de aventura, os alunos da 1ª série 11 da Escola de Educação Básica Governador Lacerda terão tardes de aprendizagem na “Cabana da Leitura”.

A professora Vera Lucia Schiochet desenvolverá esse projeto durante o mês de agosto. Os livros são integrantes do Programa Nacional do Livro Didático- Alfabetização e Letramento.

 




Festa Julina

6 de agosto de 2013

Festa Julina realizada no dia 13 de julho nas dependências da escola.